Ainda sobre Cortinas...


Se você realmente quer ter uma cortina: então, vamos estabelecer o que você deve pensar para escolher uma que se encaixe com você e na sua casa!

A primeira coisa a considerar é o tipo de janela que existe no espaço. Existem janelas de guilhotina, de canto, de abrir (para fora e para dentro, com uma ou mais folhas) e de correr, que são as mais utilizadas atualmente. Você também pode querer usar uma cortina sobre uma porta e, neste caso, também deve saber qual tipo que se adaptará melhor a este elemento - que também possui muitos tipos.

Para escolher o modelo mais adequado para sua janela, veja a cortina que permitirá um acesso mais fácil às ferragens da mesma, possibilitando sua abertura sem necessidade de retirada da cortina da frente, pois você pode querer abrir a janela e deixar a cortina sobre o vão aberto. Algumas cortinas podem ficar presas às folhas da janela, tornando sua abertura bem fácil.

Outro item a considerar é o tipo de tecido para a confecção da cortina. Em geral, tecidos como sedas, cetins e brocados são mais indicados para ambientes suntuosos com cortinas fartas. Tecidos rendados são mais utilizados em climas românticos e para cortinas que servem praticamente para um toque decorativo, não sendo necessárias para conter a luminosidade, esquentar o ambiente ou reduzir o nível de ruído. O mesmo para cortinas de tecidos finos, como os voils, algodões, linhos e cambraias. Ao contrário, os tecidos pesados como linhos bem tramados, brim, veludos e até jacquards, servem justamente para isolar bem o ambiente de seu exterior e aquecê-lo. Black-outs também podem ser utilizados com o mesmo fim, se instalados sob tecidos finos.


Um terceiro e importante item: os acessórios. Atualmente existe uma variedade imensa de varões para cortinas, de materiais tão diversos como a madeira e os metais. Mas não se pode esquecer dos antigos trilhos, acabados na parte superior com bandôs, xales, escondidos pela própria cortina, embutidos no forro de gesso ou em cortineiros feitos de sancas. Para segurar a cortina nas laterais existem as braçadeiras e os botões, também em diversos materiais e formatos. Os modelos de cortinas são variados e muitas vezes dependem do exato lugar onde serão instalados. Das clássicas cortinas com dois panos que correm em trilhos ou varões, existem ainda os modelos painel fixo, romanas, "de café" (que cobrem parte da janela), "de banda" (presas às folhas da janela ou da porta), e as cortinas-xale, que complementam outras cortinas ou servem apenas para orlar uma janela.

Atualmente tem-se incrementado ainda mais as cortinas com detalhes no próprio corpo do tecido, além dos detalhes das bordas laterais e bainhas, como cordões, franjas e outros tecidos. Há muitos exemplos de cortinas bordadas com contas, miçangas, sementes, apliques para se colocar flores e outros detalhes que podem encantar ou tornar sua cortina um verdadeiro carnaval. Portanto, cuidado: se você mesma for fazer, escolha bem o tipo de tecido e o modelo da cortina. Depois pense em adornos como estes, se realmente representarem um toque a mais.

* Vantagens:

Em geral, as cortinas de tecido demonstram um maior cuidado com o ambiente, do ponto de vista decorativo, devido à sua tradição de recobrir janelas;
Usando o tecido apropriado, elas reduzem o ruído vindo do exterior e aquecem o ambiente.


* Desvantagens:


Outras opções podem casar muito melhor com seu estilo de vida e de sua casa;
Nenhuma cortina escapa de uma boa lavagem, que deve ser cuidadosa, dependendo do tecido que você escolher, e dos detalhes que ela possua.

 


Fonte: Site Cortinas Fênix

CONVERSATION

1 comentários inspirados!:

  1. Adorei as dicas!
    Vou aproveitar com ctz!
    Beijos querida

    ResponderExcluir

O Blog se inspira nos seus comentários, continue nos escrevendo... Obrigada!

Inspire e Decore

Inspire e Decore
Inspire-se todos os dias.. Ouse, faça, perceba os detalhes!
Back
to top